Caracterização de materiais fibrosos amiantos e fibras artificiais

M. Olinda Braga Reis, António Santos Silva

A utilização de produtos contendo amianto tem gerado uma enorme polémica motivada pela descoberta que a inalação das fibras de amianto pode provocar riscos graves para a saúde.
Organizações internacionais relacionadas com a saúde e a protecção dos trabalhadores têm imposto restrições à sua utilização e, presentemente, na União Europeia só é permitida a utilização do amianto crisótilo, teno sido estabelecidos limites de concentração das fibras respiráveis nas zonas de locais de trabalho.
Por estas razões o crisólito tem vindo a ser substituído por fibras artificiais, sendo as mais utilizadas actualmente as lãs minerais (l~de vidro, lã de rocha, lã de escória) e as fibras refractárias, pertencentes ao gupo das fibras minerais artificiais (FMA), e as fibras para-amidas, de celulose, de álcool poli-vinilico, incluídas no grupo das fibras orgâncias artificiais.
Considerou-se assim de grande interesse desenvolver uma metodologia de análise para a caracterização destas fibras, permitindo não só a identificação de minerais de amianto, que são cristalinos, mas também uma avaliação da natureza das fibras artificiais, que são em geral amorfas.
A metodologia desenvolvida inclui a realização de análises por difracção de raios X e a observação ao microscópio electrónico de varrimento complementada com microanálise de raios X por dispersão de energias.


Reis, Maria Olinda Braga
Laboratório Nacional de Engenharia Civil
Lisboa
PT 1999
ISBN 972-49-1817-3

Biblioteca online

Tuxedo - gestor de transacções

Rui Alexandre Matos Coimbras

Neste trabalho apresenta-se um conjunto de regras para a concepção, desenho e implementação de aplicações distribuídas (modelo conceptual e modelo físico), usando a distribuição quando esta pode ser assegurada ou (...)

Ruído de tráfego rodoviário

P. Martins da Silva

Caracteriza-se fisicamente o ruído de tráfego rodoviário, que é analisado em termos de pôr em evidência a influência do tráfego (densidade e composição) e da via, por forma a tornar possível a previsão das características (...)